quase perto do adeus .

e agora, que soube que não ias voltar para casa, doeu.. o meu mundo desabou.
a despedida está a chegar, e apesar de eu dizer que estou preparada para o pior, é mentira. eu não estou preparada, aliás, acho que nunca estive.
vai ser raro lembrar-me de bons momentos que passámos, pois não se passaram bons momentos entre nós. e é isso que custa ! custa saber que não te vou recordar da melhor forma, que não te vou recordar com o grande orgulho de seres uma grande mulher, porque não foste. não foste uma irmã exemplar, não foste uma mãe exemplar, e nem uma avó exemplar (para mim) foste. e agora  choro de raiva por causa de tudo isso !
peço-te as mais sinceras desculpas por não ser a pessoa de quem tu tens orgulho. peço-te desculpa por ser envergonhada e quase não falar, mas tu também não ajudas..
acho que a única recordação que vou ter tua, é de teres aguentado praticamente 3/4 anos com essa doença, e só me vou lembrar de uma frase tua, que é 'enquanto há vida, há esperança'. e não me vou recordar dela, porque tu me disseste, porque nunca me disseste tal coisa. apenas me vou recordar, porque era a frase que a minha mãe mais dizia quando falava com alguém. simplesmente em todos os telefonemas, ela dizia 'o que ela está sempre a dizer quando vai iniciar os tratamentos é 'enquanto há vida, há esperança.' e agora vamos ver no que isto vai dar..'. e é nisso que eu tenho orgulho em ti, porque tives-te fé, quando pouca gente a tinha.
e eu não te vou perdoar pelo que tem acontecido desde à 6 anos para cá, não vou. está tudo aqui comigo, e eu guardo o rancor de tudo. nunca me vou esquecer, nunca te vou perdoar e vai ser sempre assim.
quero que saibas que não te consigo ir ver ao hospital, pois na última vez que isso aconteceu saí de lá com a cara lavada em lágrimas, e acredita que não quero passar pelo mesmo, e espero que algum dia percebas isso.
e por enquanto é tudo o que tenho a dizer.
para já, um 'até já', antes do adeus tão próximo que está para vir..

4 comentários:

Anónimo disse...

deixa esse rancor de lado e aproveita o pouco que tens para estar com ela, mete a vergonha de lado. faz isso por ti, por ela, por vocês. um dia mais tarde arrependes-te e será tarde.

joana. disse...

sei que me vou arrepender, mas vai ter de ser assim.. o que aconteceu, vai estar cmg sempre. e é raro o dia em que eu não me recorde de tudo.

lena disse...

só vai ter de ser assim, se quiseres. ninguém disse para esqueceres o passado, apenas mete-o para trás das costas, onde ele pertence e concentra-te no que é realmente importante agora. não te faças de vítima, nem a censures mais. se choras e isto te está a custar como dizes, é porque gostas dela, por isso sabes o que tens a fazer.

joana. disse...

vítima? olha GRANDE LOL. -.-
e só uma coisa, o post que fiz antes deste não era para ti, por isso agradeço que as indirectas que mandas-te no teu ultimo post, passem.