Fiquei sabendo que você está bem. Muito bem, na verdade. Pois é, e pelo visto você não sente a minha falta como eu sinto a sua. Eu fico me perguntando como é que você fez para se esquecer tão rápido, se é que um dia se lembrou. Mas não se preocupe. Já me acostumei com a tua ausência. E se quer saber, também estou muito bem. Ainda dói às vezes, mas nada muito grande. Só não posso me lembrar de nada que eu tenha vivido contigo, pois volto a ter vontade de ser feliz como eu era. Mas fora isso, tudo bem. Ainda estou me conformando com o fim de tudo. Afinal, leva um tempo para a gente aceitar a ausência daquilo que há pouco tempo estava tão presente. Só não se esqueça de mim. Não ligo de você estar bem com o fim, desde que você mostre que o durante tenha valido a pena. E, falando em esquecer, eu vou esquecer o sentimento que tive por ti, mas nunca me esquecerei do que vivemos juntos. Momentos bons, a gente guarda, não é? Mas é como dizem “às vezes sinto falta, às vezes acho que é um alívio estar longe”.
João Pedro Bueno (sabedorias)

2 comentários:

lena disse...

sabes que és a minha única amiga de verdade e a única que eu quero.................. por isso deixa de ser linda ♥

disse...

adorei o teu blog!